Angélica, efeitos secundários

A Angélica, por ter um aroma bastante agradável é utilizada em várias ocasiões, quer o seu óleo essencial, que pode ser altamente tóxico se em doses elevadas, pelo que deve ser evitado o seu uso em queimadores ou velas aromáticas. Por outro lado, e porque também é usado em perfumaria, evite utilizar perfumes que contenham Angélica na sua composição, pois, quando exposto ao sol é fotomutangénico e se em contacto com a sua pele, pode provocar alterações celulares ou no pior dos casos cancro (câncer) de pele.

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *