Verbena, uso culinário

A Verbena, não é uma planta que seja usada com muita regularidade na culinária, mas existe em algumas regiões o seu uso, tanto para aromatizar cafés e chás com ervas amargas, como também para preparar um licor chamado pelo mesmo nome que a planta, ou seja Licor de Verbena. Fora isso não são conhecidos outros usos, mas, no entanto, não sendo um uso propriamente culinário, há quem goste de tomar um chá de Verbena depois das refeições, pois vai ajudar na digestão e há quem o use para combater a celulite.

Almeirão, uso culinário

O Almeirão, é uma planta, usada tradicionalmente na cozinha mediterrânea, pois é exatamente da Europa Mediterrânea que a planta é originária, em algumas regiões é conhecida como chicória ou chicória amarga, é um tipo de hortícola, com uma folha de sabor amargo, semelhante à acelga na aparência e sabor. São as regiões com forte influência da cozinha italiana onde a planta é mais consumida, tanto é utilizada um cru como cozinhada e pese embora não seja muito comum no mercado, também é consumida em saladas e refogados, é um ótimo acompanhante de comidas mais “pesadas”, como feijão, grão de bico, feijão ou rebentos de soja, lentilhas e assados.
por  ter um baixo teor  calorias, é comum utiliza-lo como ingrediente em dietas de emagrecimento.
 
 
 
 

Grão de Bico, uso culinário

O Grão de Bico, é uma leguminosa com uma forte presença na gastronomia da Península Ibérica e do qual existem um sem numero de receitas tanto na gastronomia portuguesa como espanhola, ele é tanto no preparo de sopas, saladas, cozidos, patês e caldos, mas também em doces parecidos com os pasteis de feijão, uma delicia, mas os pratos que talvez se destaquem, de entre todos, são o ‘Bacalhau com Grão’, também chamado de meia desfeita, que leva o Grão cozido com bacalhau desfeito em lasca e ovo às rodelas; A outra receita também muito popular é o ‘Rancho’, que é similar à feijoada, mas que leva também cenoura, massa, alguns põem batata e  carnes variadas, principalmente de porco, inicialmente era feito mais aguado como uma sopa ou caldo forte para os trabalhadores rurais.
 
 

Bardana, uso culinário

A bardana é consumida cozida, o seu consumo é pouco comum na Europa, mas é um legume popular no Japão conhecido com o nome Gobo e reconhecida por ter propriedades medicinais como por exemplo, eliminar o ácido úrico.
Para consumo, é mais utilizado as raizes, pode adiciona-las numa sopa de legumes cortada aos bocados ou cozer como coze as batatas.
Este legume pode ser inclusivé adicionado como ingrediente num salteado de legumes ou até mesmo consumido cru em salada.
As flores e as folhas podem ser consumidas cozidas como o espinafre, salteadas, ou em salada como as raízes delas.
As folhas e as raízes da bardana são utilizadas para fazer infusões por ser um excelente depurativo e diurético.

Coca, uso culinário

A Coca, apesar de poder parecer estranho para muitos, é também e ainda usada para fins culinários, é certo que tanto quanto sei este uso se restringem única e exclusivamente a um único país, de onde a planta é originária e seu consumo existe desde à milénios e por tal optaram por honrar a tradição.
O chá de Coca é obtido com a infusão da folha de coca, que é moída e colocada em saquinhos de papel semelhantes aos de chá mate. Esse produto é vendido livremente em toda a Bolívia.

Mirtilo, uso culinário

O Mirtilo, é um dos chamados ‘frutos do bosque’, que mais tem crescido em termos de utilização culinária, não só por ser um dos frutos com maiores poderes anti oxidantes que existe, mas principalmente, porque era um fruto muito pouco conhecido, dos mercados urbanos e internacionais. É usado principalmente na produção de doces, sorvetes (gelados) e as mais variadas sobremesas, mas pelo seu paladar agri-doce muito característico é cada vez mais usado na ‘Alta Cozinha’ ou também chamada ‘Cozinha de Autor’, combina muito bem com carnes variadas e principalmente com caça.

Salsa, uso culinário

A Salsa, é uma erva aromática de aplicações quase intermináveis, no que ao uso culinário diz respeito, ela pode ser usada para temperar carnes, molhos, risotos, marinadas, caçarolas, maioneses, verduras, batatas, ovos, grãos, molho vinagrete, saladas, tabule (prato típico feito com trigo para quibe), tomates secos em conserva, etc… É também uma das presenças ‘obrigatórias’ nos ‘raminhos de cheiro’, que são pequenos ‘bouquets’ de ervas variadas, usados para ‘perfumar’ um sem numero de receitas e que é normalmente retirado antes de servir.

Feijão Azuki, uso culinário

O Feijão Azuki, é utilizado na culinária japonesa para o preparo de bolinhos doces (mochi), para o recheio de doces e também misturado ao arroz branco feito à moda japonesa (shirogohan). É empregado também no preparo de bolos, sorvetes e bebidas. Além disso, é utilizado na culinária macrobiótica como substituto do feijão preto ou carioquinha. Como todas as variedades de feijão é rico em nutrientes essências e o fato de ser rico em proteínas, lipídios, é usado também como substituto da carne, pela culinária vegetariana.
 
[relacionados tag=”feijao-azuki”]

Papoula ou Papoila, uso culinário

A Papoula ou Papoila, mais especificamente, as suas sementes, são usadas principalmente na Índia, onde se costuma triturá-las, engrossando molhos e dando especial sabor ao caril. No Japão, são empregadas em preparos com verduras. Nos países europeus, as suas sementes são usadas para a fabricação de pães e tortas. Mas desde à séculos e até  aos dias de hoje, os gauleses (franceses) extraíam das sementes de papoula um óleo, a que chamam de ‘oeillette’, muito apreciado pelas suas propriedades e seu gosto delicado, semelhante ao das avelãs.

Manga, uso culinário

A Manga, é um fruto que pode ser simplesmente consumida ao natural (“in natura”), mas sua polpa também pode servir para o preparo de saladas de fruta, doces, compotas, geléias, purês, sorvetes (gelados) e mousses. A manga é igualmente utilizada no preparo de um cada  vez maior numero de pratos salgados, o “chutney”, molho que serve de acompanhamento para carnes e grelhados, é nos dias de hoje cada vez mais uma tendência, mas também fica muito bem em saladas. Na Índia, a polpa verde da fruta é cozida e temperada com especiarias e pimentas.
 
[relacionados tag=”manga”]