Manjerona, uso culinário

A Manjerona, como quase todas as plantas ou ervas aromáticas, que se utilizam nas diversas gastronomias dos países da bacia de Mar Mediterrâneo, pode ser e é utilizada para os mais diversos pratos, depende mais do quanto se gosta do seu aroma, de que da ‘rigidez’ de qualquer receita, ela é usada tanto para saladas, massas, molhos, recheio de pastéis, recheios de frango, embutidos, carnes no geral, omeletes, tomates, pepinos, feijões e pizzas, batatas cozidas e iogurte, peito de frango, sopas, sorvetes e até para aromatizar balas (rebuçados).
 
[relacionados tag=”manjerona”]

Manjerona, como plantar

A Manjerona, e uma planta que se adapta, desde os climas temperados amenos até aos climas tropicais, gosta de muita exposição solar e gosta de água com moderação. Prefere solos com textura areno-argilosa, ricos em nutrientes e matéria orgânica e muito próximos do neutro, com pH 6,7-7,0. A sua propagação tanto pode ser feita por sementes, divisão das touceiras e por estacas de ramos jovens. Quanto aos espaçamentos, eles devem rondar os trinta centímetros entre plantas e cerca de sessenta centímetros nas entre linhas.

Manjerona, descrição botânica

A Manjerona, é uma planta de porte herbáceo, de ciclo perene e que pode chegar a atingir até aos sessenta centímetros de altura. O seu caule é mais lenhoso na base e tem a forma quadrangular. As suas folhas são pequenas, inteiras, opostas, pecioladas e de cor verde acinzentada. As suas flores são muito pequenas, de cor branca e agrupadas em inflorescências do tipo espiga. O fruto é do tipo aquênio, com sementes pequenas de cor castanho escura, quase pretas.
[relacionados tag=”manjerona”]

Manjerona, a planta

A Manjerona, é uma planta que tem a sua origem na região mediterrânea do Sul da Europa. O seu nome científico “Origanum majorana L. – Lamiaceae (Labiatae)”, é uma derivação da palavra Grega, “amarakos”. A Manjerona é também conhecida pelo nome de  “alegria das montanhas”, na Grécia antiga, a manjerona era um símbolo de felicidade e harmonia entre os casais. Segundoa a mitologia, a Manjerona terá sido criada pela deusa do amor, Afrodite. É uma planta bastante aromática e muito apreciada e utilizada em diversas finalidades.

Manjericão, a planta

O Manjericão, também conhecido como Manjerona ou Basilico,  é uma planta aromática com um fabuloso “perfume”, tem a sua origem no continente Asiático. O seu nome científico, “basilicum”, deriva da palavra grega “basilikon”, que está relacionada à nobreza, provavelmente pelo seu aroma maravilhoso, próprio para a casa de um rei. Em Creta, o manjericão simbolizava o amor lavado com lágrimas e na Itália, até os dias de hoje, é dado à pessoa amada como prova de amor. Na Índia, era considerado sagrado, invocado para afastar o mal e oferecido aos deuses Krishna e Vishnu.
 
[relacionados tag=manjericão]
 

Manjericão, descrição botânica

O Manjericão, Manjerona ou Basilico, de seu nome cientifico “Ocimum basilicum L. – Lamiaceae (Labiatae)”, é uma planta de tipo herbáceo, de ciclo perene e que pode chegar a alcançar até 50 centímetros de altura. O seu caule é quadrangular, ereto e pubescente. As suas folhas são inteiras, opostas, pecioladas e de forma oval. As suas flores são hermafroditas, de cor lilás e agrupadas em inflorescências do tipo espiga. O fruto é do tipo aquênio e as suas sementes têm uma cor de tonalidade preta azulada.
 
[relacionados tag=manjericão]
 
 

Manjericão, uso culinário

O Manjericão, é uma erva aromática de excepcional paladar e pouco conhecida até à pouco tempo, onde quase só era utilizada na Cozinha Italiana. Nos dias de hoje a situação está a inverter-se e é cada vez mais uma erva muito utilizada e apreciada na “Cozinha de Autor ” ou “Alta Cozinha”, pelos melhores “Chefs ” em todo o mundo. è uma erva muito versátil e pode usar no preparo de molhos, extratos de tomate e em pizzas, com cogumelos, com peixes, em carne de galinha, para aromatizar ovos, sanduíches, juntamente com queijo parmesão, azeite e alho, faz um molho fabuloso.
 
[relacionados tag=manjericão]
 
 

Manjericão, salada de tomate

O Manjericão, é uma das ervas que mais gosto de utilizar, principalmente fresco, e para tornar uma simples salada de tomate num “manjar dos deuses”, digno de ser servido em qualquer mesa, basta picar umas quantas folhas de Manjericão ao tomate e tudo muda de imediato, se se quiser aventurar mais e surpreender com uma salada “divinal”, pode juntar queijo mussarela cortado aos cubos, nozes ou amêndoas, a maçã também acompanha muito bem esta salada, sempre com um bom azeite e sal e vinagre a seu gosto.
 
[relacionados tag=manjericão]

Ervas aromáticas, como cuidar

Já lhe deixei a dica de como pode ter a sua selecção de ervas aromáticas sempre frescas e sempre à mão… Agora vamos falar de como as manter em bom estado. Mesmo que tenha espaço exterior onde as colocar, ficaram sujeitas ao clima, pelo que, pode ter as suas ervas também no Inverno se as mantiver também dentro de casa… quer use vaso ou floreira, mantenha-as sempre com um “prato” por baixo e rege-as por ai, ou seja, evite molhar as suas ervas, pois com o sol ou com o frio podem melindrar ou até morrer…
 
[relacionados tag=ervas aromáticas]
 

Plantas aromáticas, dicas

Ponha a água no prato ou caso seja esquecida/o pode usar um recipiente maior, mas evite que a água encharque a “terra”, apenas o suficiente para manter a “terra” húmida… Sempre que possível use substrato para envasar…
Um conselho não deixe as plantas nos vasos originais, especialmente as que se compram no supermercado, transplante para uma floreira, onde pode ter várias, ou para um vaso maior.
 
[relacionados tag=ervas aromáticas]