Manga, outros usos

A Manga, para além de ser um excelente fruto e das imensas propriedades medicinais da sua planta, tem ainda outros usos. Em algumas cidades, a árvore tem usos ornamentais. A madeira pode ser utilizada para a confecção de caixas e outros produtos de marcenaria ou carpintaria. Na África, a resina das cascas é utilizada para colar vasos de barro. Na Índia, essa resina é uma das substitutas da goma arábica.
Cientistas cubanos descobriram que as sementes, depois de secas, podem ser utilizadas como suplemento alimentar na criação de frangos, por serem compostas de vários minerais.
 

Manga, como plantar

A Manga, é uma planta que requer um clima Tropical, quente e úmido, com estação seca bem definida. Gosta de muita exposição solar. Tem preferência por solos profundos, ricos em nutrientes, com boa drenagem e de textura tanto leve como pesada e apesar de necessitar de água em abundância, devem ser evitados solos de baixadas, sujeitos a encharcamento e ou pedregosos. A sua propagação se faz por sementes, enxertia, alporquia e estaquia. O espaçamento quer entre plantas quer entre linhas deverá ser de cerca de dez metros.
 
[relacionados tag=”Manga”]

Manga, no mundo

A Manga ou a Mangueira, é mais uma das plantas que se tornou conhecida no resto do mundo graças aos portugueses, após a descoberta das rotas comerciais marítimas entre Europa e Ásia, no início do século XVI (16). A região da Bahia, agora Estado, foi a primeira região Sul Americana a receber mudas de mangueiras indianas. Segundo alguns estudiosos, foi a árvore asiática que melhor se adaptou ao clima brasileiro. Atualmente, o México é o maior exportador mundial de mangas. O Brasil ocupa a sétima posição nesse ranking.
 

Manga, chá para tratar infecções urinárias

A Manga, mais especificamente, o chá feito com as folhas secas da mangueira, servem para curar  infecções urinárias e uretrite crônica causada pela gonorréia. As suas folhas, na forma de decocção (fervidas durante alguns minutos) e usada para bochechar, também ajudam a curar inflamações nas gengivas.
Em algumas ilhas do Mar do Caribe, fazem uma decocção das suas folhas e que é utilizada como remédio para combater a diarréia, a desinteria crônica, a febre, dores no peito, diabetes e até hipertensão arterial.
 
 

Manga, curar sífilis

A Manga, é das poucas plantas em que cada uma das suas partes distintas, servem para tratar, problemas também distintos e todas as partes da planta podem e são utilizadas das mais diferentes formas.
A resina do tronco pode ser aplicada em rachaduras da pele dos pés ou em sarna, e acredita-se que ajuda a curar casos de sífilis.
A decocção ou o pó das sementes é utilizado como vermífugo e também combate diarréia, hemorragias e hemorróidas e as cascas, também em decocção, podem ser empregadas contra febres.
Na Índia, as cascas são empregadas contra o reumatismo e a difteria.
[relacionados tag=”manga”]

Manga, a planta

A Manga ou a Mangueira, é uma planta de porte arbóreo e que tem as suas origens no sul do continente Asiatico, mais propriamente no sub continente Indiano e continua sendo muito popular na Índia.  Há mais de 4 mil anos, a manga é cultivada em sua região de origem. É uma planta de grande longevidade e muito produtiva, para além das excepcionais qualidades e propriedades dos seus frutos, muitos ricos em nutrientes essenciais. Mas para além dos frutos, também é utilizada a sua casca, as folhas e as  sementes.

Manga, contra indicações e efeitos secundários

A Manga, ao contrário do que reza a lenda, manga com leite não faz mal à saúde. Segundo alguns pesquisadores, tal história foi inventada para evitar que escravos tomassem todo o leite disponível aos brancos. Tais escravos costumavam misturar mangas, sempre abundantes, ao leite. Graças a tal lenda, até hoje muitos acreditam que podem se intoxicar depois de uma vitamina de leite com manga.
É desaconselhável a pessoas com sinusite ou gripe e devem evitar o consumo da fruta.
Para além dos casos específicos da sinusite e da gripe, não são conhecidos quaisquer outros efeitos secundários ou colaterais.
[relacionados tag=”ameixa”]

Manga, tratar coqueluche

A Manga, quer o consumo do seu fruto ou do seu suco (sumo) pode ajudar no tratamento de coqueluche, também conhecida por pertússis ou tosse convulsa, doença altamente contagiosa e potencialmente letal, mas também outros problemas respiratório como bronquites. É também indicado o seu consumo, por ter propriedades diuréticas, para auxiliar também no tratamento de pessoas que tenham tendência para fazer retenção de líquidos no organismo. É de salientar que para além do fruto, todas as outras parte da planta, ajudam a tratar um numero muito vasto de enfermidades.
 

Manga, o fruto

A Manga, é um fruto é do tipo drupa, de tamanho médio grande, tem uma forma oblonga ou oval e a sua polpa é carnosa, muito fibrosa e comestível, sendo um fruto que tem vindo a conquistar mercados por todo o mundo. A sua casca possui cores variadas que vão desde o verde, verde com pintas pretas, amarela, rósea ou dourada. A sua semente tem uma forma achatada e de tamanho variável. Estima-se que só no Brasil existam cerca e trinta variedades de manga e que em todo mundo esse número possa chegar quase aos mil.

Manga, descrição botânica

A Manga ou Mangueira, é uma planta de porte arbóreo, de copa densa e frondosa e que pode atingir desde os quinze até aos vinte e cinco metros de altura. As suas folhas são inteiras, lanceoladas, alternas, pecioladas, de textura coriácea e têm de dez a vinte e cinco centímetros de comprimento. As suas flores são pequenas, de cor esverdeada, hermafroditas ou unissexuais por aborto, reunidas em inflorescências do tipo panícula terminal. Atinge uma longevidade de vários séculos, se mantendo produtiva, durante quase todo o seu tempo de vida.