Estragão, como plantar

O estragão é uma planta que cresce e desenvolve com relativa facilidade em solos com boa exposição solar e temperaturas moderadas. Desenvolve em terreno rico em húmus e gosta de rega regular.
Expande-se através da divisão das raízes e pode plantar-se em vasos ou floreiras perto de casa para uso na culinária. Uma ou duas plantas são suficientes, porque crescem rapidamente. Ao fim de 3 ou 4 anos, a planta atinge a sua maturação máxima e devem então ser substituídas por novas plantas.
 

Estragão, como usar

O estragão é uma erva aromática muito usada na culinária, em pratos de aves ou peixe e ainda em saladas, sopas e molhos. Tem um aroma intenso, pelo que deve ser usada com moderação.
Fica bem em vinagre de ervas, conservas de cebolas, pepinos ou pimentos. Em azeite para temperar saladas é também uma boa opção.
O chá de estragão é muito útil para digestões difíceis e funciona também como um diurético natural. Há ainda quem use o chá de estragão para desparatisações intestinais.
 
[relacionados tag=”estragao”]

Estragão, origem botânica

O estragão é oriundo do sul da Rússia e Mongólia e foi-se espalhando até à bacia do Mediterrâneo.
É conhecida em França como erva de dragão e na Alemanha é chamada de erva das cobras, talvez porque se pensava ter poderes curativos nas mordeduras de cobra.
Existe dois tipos de estragão bastante distintos que são o estragão russo e o francês. O estragão russo pode atingir 1,5 m de altura e é bastante amargo. O estragão francês não costuma ultrapassar os 30 cm e tem um aroma idêntico ao das sementes do anis.
 
[relacionados tag=”estragao”]