Althaea officinalis (Alteia), origem botânica

A verdadeira alteia é oriunda da Europa Central, mas acabou espalhada um pouco por todo o lado. No início da sua sobrevivência era encontrada somente em locais húmidos e abafados, mas hoje em dia é plantada em qualquer tipo de solo. Os seus benefícios são conhecidos desde o tempo de Carlos Magno e as suas raízes são ainda hoje muito usadas para o fabrico de xaropes para a tosse.
A planta pode atingir os 2 m de altura e os seus caules são divididos. As folhas são grandes e têm a forma de um coração. As suas raízes são longas e podem chegar aos 50 cm de comprimento. As flores podem ser brancas ou violeta.

Althaea officinalis (Alteia), como plantar

A alteia para se desenvolver convenientemente, necessita de solo com bastante profundidade, em local solarengo e húmido. Necessita de nutrientes com alguma regularidade.
As plantas já mais antigas, podem ser divididas, porque desenvolvem com relativa facilidade. Quando opta por comprar plantas jovens, faço sempre na Primavera.
Para que a alteia cresça saudável, é importante que a regue frequentemente, especialmente nos meses mais quentes. De salientar que a planta deverá ser podada no final do Outono.
As raízes devem ser retiradas durante o Outono também para efeitos medicinais.