Papoula ou Paloila, o láudano

Papoula ou Paloila, é uma das plantas de base para a produção do que hoje conhecemos por ‘láudano’. Foi o médico inglês Thomas Sydenham, no século XVI (16), elaborou um elixir que era empregado com sucesso nos casos de disenterias e vômitos, o ‘láudano’. Na sua produção estavam incluídos diversos ingredientes, um era o ópio (extraido da papoula ou papoila), mas também por açafrão, canela e cravo-da-índia, macerados em vinho espanhol. Era comum nesses tempos usar vinho ou aguardentes no preparo de medicamentos.

Papoula ou Papiola, no Brasil

A Papoula ou Papoila, no Brasil foi introduzida inicialmente como planta ornamental, mas como planta silvestre que é rapidamente reclamou o seu lugar entre os prados, que tão belos se tornam com a sua presença, mas que, para os agricultores quer no Brasil quer no resto do mundo, ela é muitas vezes considerada uma planta daninha, infestando os pastos, as plantações de cereais e intoxicando os animais.
É preciso não esquecer que é da Papoula (Papoila), mais propriamente a resina das suas cápsula, que é utilizada para a fabricação do ópio e também da heroína, drogas fortemente viciantes e proibidas praticamente em todo o mundo.