Agnocasto, curiosidade

O Agnocasto, também chamado como alecrim de Angola, árvore da castidade, ajerobo e casto mais precisamente os seus frutos secos, são usados em alguns casos como substituto da pimenta, mas apesar de semelhante os seu gosto é bastante mais fraco e, por tal facto, chega a ter uma utilização quase insignificante na culinária, mesmo que tal fizesse reduzir as importações da pimenta. É também usado em homens e mulheres para regular o nível hormonal.
O nome de árvore da castidade, vem de uma crença antiga em que se acreditava que a planta suprimia o desejo sexual.
 
[relacionados tag=agnocasto]
 
 

Agnocasto, uso medicinal na antiguidade

O Agnocasto, era utilizado na antiguidade para várias finalidades. Era usado pelos homens em retiro espiritual e durante períodos alongados de meditação, por ser considerado um inibidor do desejo sexual. Por outro lado já sábios como Hipócrates, Dioscórides e Paracelso mencionavam o seu uso para vários fins, entre eles para combater hemorragias do útero após o parto e para ajudar mulheres que abortassem os fetos. Na Grécia Antiga, também era utilizado em banhos contra doenças do útero e cólicas menstruais.
 
[relacionados tag=agnocasto]

Agnocasto, chá calmante

O Agnocasto é considerado como tendo propriedades capazes de reduzir o desejo sexual. Era mesmo segundo reza a história usado na antiguidade, para “acalmar” os homens durante retiros espirituais, sendo  realmente calmante.
Por outro lado, pode ser usado como substituto da pimenta ( com sabor menos intenso), fica aqui portanto uma dica para mulheres com maridos “assanhados”, a desvantagem é que pode também sofrer com essa falta de “apetite”.
O Agnocasto, usado sob a forma de chá, trata ainda dores menstruais, sintomas de menopausa, taquicardia, insónias, ansiedade e alterações de humor.
 
[relacionados tag=agnocasto]